Clínicas especializadas em mães estressadas e outras mazelas

Clínicas especializadas em mães estressadas e outras mazelas

stressmae3.jpg

Imagine só. Você está super estressada, à beira de um ataque de nervos ou de um burn-out. Não está dando mais conta de trabalhar em casa, na rua, e cuidar do seu filho, tudo ao mesmo tempo. Seu médico então lhe prescreve uma temporada numa clínica especializada para se tratar e relaxar por um tempo, enquanto seu filho acompanhante se entretém com mil atividades de lazer. Seu seguro-saúde (que é público) cobre os gastos do tratamento, e seu empregador é obrigado a aceitar seu afastamento temporário do trabalho (e, se for a contragosto, ele não vai ter coragem de dizer).

Filme de ficção? Alucinação de uma mãe esgotada? Não. Isto acontece na Alemanha e se chama “Terapia para Mães e Filhos”, embora os pais também possam solicitá-la. Mais um benefício ancorado por lei em um Estado social super organizado.

O objetivo das medidas, que podem se estender por até 21 dias, é tratar ou prevenir doenças dos pais ou distúrbios físicos, psicológicos ou comportamentais de seus filhos. A terapia é indicada para pessoas que sofrem de síndrome de burn-out, problemas de coluna ou artrite, diabetes, osteoporose, depressão, doenças gástricas de origem nervosa, entre outras enfermidades. E para crianças com distúrbios como hiperatividade ou deficiências no seu desenvolvimento, sejam elas de origem psíquica, motora, cognitiva, etc. 

Florestas Negra, um dos lugares onde é possível encontrar clínicas especializadas na terapia para pais e filhos

Florestas Negra, um dos lugares onde é possível encontrar clínicas especializadas na terapia para pais e filhos

A oferta das clínicas alemãs é de dar inveja a quem paga fortunas por um spa. Mas cuidado! A terapia não deve ser confundida com férias. Os pacientes são obrigados a cumprir o programa elaborado especialmente para eles por médicos, psicólogos, pedagogos, entre outros profissionais. O programa inclui, frequentemente, atendimento médico e psicológico, alimentação saudável e balanceada, massagens especiais, fisioterapia, métodos preventivos, termoterapia, drenagem linfática, ginástica aquática, ginástica para a coluna, etc. As crianças que estão em período escolar assistem a aulas especiais, ao mesmo tempo que recebem ajuda para seus problemas específicos. A oferta pode abranger desde aconselhamento para hiperativos até intervenção na dislexia. Paralelamente, os pequenos podem escolher entre várias atividades prazeirosas, como equitação, natação, passeios no bosque, etc.

As clínicas geralmente têm um foco temático e algumas delas estão localizadas em belos lugares de repouso na Alemanha, como a Floresta Negra, o Mar do Norte, ou ainda estações termais. Mães ou pais e filhos têm assim a chance de desfrutar da beleza da natureza, enquanto se tratam e se regeneram.

O resultado desejado é energia renovada para enfrentar o duro cotidiano sem babá e creches, algo praticamente inexistente pelas bandas de cá, mas parcialmente compensado pela excelente infra-estrutura que a Alemanha oferece às famílias.

 

Adriana Nunes é mãe de Jan de 12 anos e mora na Alemanha. Apesar de ter passado por alguns momentos em que gostaria muito de ter feito uma pausa para balanço, nunca utilizou os serviços destas clínicas. Ela já escutou histórias de pessoas que usaram. Umas se mostraram mais e outras menos satisfeitas com a forma e os resultados da terapia. Apesar de entender as críticas ouvidas, ela acha a iniciativa do Estado alemão excelente. Isso significa que o Estado reconhece que as dificuldades na criação dos filhos podem ser tão grandes que, às vezes, é de fato necessário recorrer à ajuda externa. 

O recém-nascido e você: que tal um programinha?

O recém-nascido e você: que tal um programinha?

Me conta uma história? Não.

Me conta uma história? Não.