Eu sempre sonhei com uma filha, mas estou grávida do terceiro menino

Eu sempre sonhei com uma filha, mas estou grávida do terceiro menino

Tenho uma coisa muito vergonhosa pra contar. E é algo que não posso conversar com ninguém próximo, tipo mãe ou marido, pois eles me condenariam. Por isso resolvi desabafar aqui. Estou muito triste com a notícia de que estou grávida de outro menino. Isso porque já tenho dois. E eu realmente sonhava em ter uma menina. Mas esta já é minha terceira gravidez e terei que "encerrar a fábrica", pois já tenho 37 anos e também não teria condições de manter um quarto filho. 

Infelizmente não terei a minha tão sonhada garotinha pra eu mimar, enfeitar, pra ser minha companheirinha, para termos um 'dia de salão', pra nos maquiarmos juntas, eu arrumar seu cabelo com faixas e presilhas, pra ela pentear o meu cabelo. Não terei uma filha pra ser minha princesinha na Disney, pra fazer as unhas comigo. 

É óbvio que o que realmente importa é este novo bebê ter muita saúde. Mas não consigo parar de pensar que eu queria que fosse uma menina. E o pior: tenho que fingir que estou feliz com a gravidez, apesar de nem ter sido planejada (tomei a pílula do dia seguinte, mas cai na "margem de erro”). 

Me entendam: EU AMO meus dois filhos! São tudo pra mim! E sei que vou amar muito este que está a caminho também. Eu sei que para os meus dois meninos será ótimo ter outro irmão. Eles vão brincar muito juntos e, se Deus quiser, serão companheiros pra vida toda. Mas me deixa muito triste saber que nesta vida não terei o prazer de ter uma filha. E ainda tenho que lidar com pessoas a minha volta que, quando conto o sexo, me dizem sem nenhum constrangimento: “Puxa, que pena, outro menino”.

O que eu acho é que meninos são mais desligados e menos companheiros que meninas. Meus filhos me amam e demonstram isto diariamente! Mas é fato que eles são menos apegados, é do gênero masculino… Fico pensando que quando crescerem e se casarem, eu corro o risco de passar os natais sozinha com meu marido pois muitos filhos costumam ir para a casa dos pais das esposas. Eu sei que isso acontece. Mas estou sofrendo por não ter uma filha que viria passar o natal na minha casa e traria o marido e os filhos. 

Muito provavelmente eu não terei acesso aos meus netos igual a avó por parte de mãe vai ter, pois isto é muito normal de acontecer. E se eu tiver algum problema de saúde? Geralmente são as filhas que mais cuidam, se preocupam, estão mais presentes. E se eu ficar viúva? Estão vendo como está a minha cabeça?

Sei que posso parecer estar sendo egoísta mas é inevitável não pensar nos "benefícios" que uma filha poderia trazer. Eu sei também que muita gente irá me criticar pois afinal ter uma filha não é certeza de nada disso. Muitos me dirão que estou enganada, que muitos filhos homens também são presentes. Eu sei... Mas realmente estou inconsolável e não entendo por que Deus não quis me dar uma filha.. Eu sei que este inconformismo vai passar. Eu sei que vai! Tenho certeza de que vou ficar muito, muito feliz de ver os meus três mosqueteiros correndo e brincando por aí. Mas neste exato momento eu precisava tirar isto do meu peito. Obrigada por lerem o meu relato.

 

Este texto foi enviado por uma leitora para a coluna Mães Anônimas. Agradecemos nossa leitora por confiar sua história ao nosso blog!

Um teste para descobrir quantos anos você realmente tem depois que virou mãe

Um teste para descobrir quantos anos você realmente tem depois que virou mãe

5 regras de etiqueta para visitar um recém-nascido

5 regras de etiqueta para visitar um recém-nascido