Sobre fazer 40 anos

Sobre fazer 40 anos

A parte mais maluca para mim de fazer 40 anos é que parece que essa idade não me pertence. Parecia uma idade tão inatingível, uma coisa assim que nunca ia chegar, como pode ter passado tão rápido?

Ainda ontem eu estava segurando meu primeiro bebê no colo, tinha o rosto lisinho sem rugas e encarava a vida com um fervor de fazer inveja a qualquer adolescente. E hoje, quem eu sou?

Pensei muito nisso nas últimas semanas. Será que eu não me importo? Será que fazer 40 anos vai ser um baque? Minhas estruturas vão balançar?  Tentei investigar dentro de mim o que eu estava sentindo mas sinceramente não consegui chegar a muitas conclusões. 

Sei que estou bem. Minha vida até hoje teve altos e baixos, como a vida de todo mundo, mas foi uma boa vida. Estou aqui, tenho minha família, meus filhos, tenho saúde, meus filhos tem saúde. Tenho meus pais. Com 20 anos essas coisas não parecem ser tão importantes, mas com 40 a gente fica super feliz de ter essas coisas. Talvez porque a gente saiba que família e filhos com saúde não é pouco não. 

Sei também  que não há tempo a perder. Porque se antes a gente achava que o tempo nunca ia passar, hoje, com 40, a gente sabe que o tempo passa. A vida é agora. Ser feliz é agora, então é preciso se libertar de todas aquelas algemas, de todas aquelas certezas certíssimas, das pequeninices, das hipocrisias, de todos os sentimentos que podem colocar a gente para baixo e dizer para si mesmo: "Olha, quer ser feliz? Então é agora, com tudo o que você tem e o que você não tem."

Não há mais tempo para gastar com quem não gosta da gente, para pensamento negativo, para se importar com a opinião alheia, para julgar a vida alheia, não há mais tempo para ter pudor com os nossos sentimentos. Com 20 anos é difícil fazer isso. Falta perspectiva e a gente fica ali agarradinho a um monte de coisas sem importância. Mas com 40, a gente pensa “ih, caramba, já são 40 é melhor eu parar com essa merda.”

Ter conhecimento suficiente dentro de si mesmo para poder se libertar dessas coisas me parece bastante promissor. Quando penso nisso até começo a me animar de ter 40. Hoje eu entendo quando as pessoas me falavam: "Ahhh se eu tivesse a sua idade com a cabeça que tenho hoje..." Me lembro de olhar para essas pessoas e imaginar o que elas tinham na cabeça delas depois de terem vivido décadas mais que eu, e não fazer a mínima ideia. Mas veja, como a gente evolui, hoje quando converso com alguém mais vivido que eu, fico tentando de verdade imaginar o que a pessoa pensa, porque sei que um dia também vou estar lá.

Para os meus 40 anos desejo que eu me lembre todos os dias de que o tempo passa. E com isso em mente, eu me lembre de ser feliz agora. Agora cozinhando para os meus filhos, esperando o metrô chegar, vendo a neve cair, ouvindo uma conversa chata, agora trabalhando por um sonho ou simplesmente correndo atrás das coisas do dia a dia.

Para os meus 40 anos desejo que eu evolua mais ainda como pessoa, que eu deixe a mala do besteirol cada vez mais de lado, que a idade não me intimide, que eu não tenha medo da velhice, que eu me cuide física e espiritualmente e me conecte cada vez mais com o que é lindo e essencial na vida, que a gratidão de estar viva e de ter tudo o que eu tenho inunde meu coração e eu seja feliz com 40, 50 ou 90. 

 

Camila Furtado mora na Alemanha, e é mãe da Maria de 6 anos e do Gael de 4 anos. Faz uma semana que eles "produzem" presentes para ela e estocam embaixo das respectivas camas. Ela se sente extremamente agradecida por chegar aos 40 anos rodeada por tanto amor. 

Não deixe seu filho passar vergonha por sua causa

Não deixe seu filho passar vergonha por sua causa

Seus filhos querem um cachorro? Alugue um!

Seus filhos querem um cachorro? Alugue um!