Pai, eles vão me chamar de vadia

Pai, eles vão me chamar de vadia

"Dear Daddy” é nome de um vídeo compartilhado pela Care Norway, uma organização de defesa dos direitos humanos norueguesa, que tenta alertar para um dado triste e inegável: de acordo com a Organização Mundial de Saúde, uma em cada três mulheres será vítima de abuso físico ou sexual durante a sua vida. Pela voz de uma menina - que ainda vai nascer - o vídeo apresenta um pai que reflete todos os homens do mundo e pede o fim da tolerância para comportamentos machistas e violentos.

O vídeo mostra desde comentários sexistas "inocentes" que são compartilhados por pais e filhos sobre meninas e mulheres (como se estas brincadeiras não pudessem vir a ter consequências futuras) até à forma como as mulheres são insultadas e julgadas pela roupa que vestem, sendo que qualquer mini-saia é suficiente para uma delas ser chamada de "puta”. E ainda casos extremos de violência física e psicológica dentro de um relacionamento.

Importante ressaltar que o filme não é a história de uma única menina. A ideia foi mostrar como a violência pode vir de formas diferentes ao longo da vida de todas nós mulheres.  Às vezes esta violência pode aparecer velada, disfarçada, em forma de gracinha, de coisa boba e nós nem temos noção disso. O apelo é forte:  para que a violência contra as mulheres seja banida é preciso que os homens de bem - e sabemos que eles são muitíssimos -  se posicionem.

Assista o vídeo e deixa sua opinião - aviso: é meio pesado!

Colocar as crianças cedo na cama é bom para elas e para o seu equilíbrio mental

Colocar as crianças cedo na cama é bom para elas e para o seu equilíbrio mental

Uma carta de desculpa para o Papai Noel

Uma carta de desculpa para o Papai Noel