A surpreendente história de um asilo e uma creche que funcionam no mesmo lugar

A surpreendente história de um asilo e uma creche que funcionam no mesmo lugar

Foi impossível saber desta história e não me emocionar. Providence Mount St.Vincent, na cidade de Seattle, Estado de Washington, é o lar de mais de 400 idosos. E no mesmo lugar também funciona uma pré-escola. Esta combinação é chamada de Intergeracional Learning Center e quem pensou nisso é um gênio.

Cinco dias por semana, os moradores e as crianças se reúnem para participar de atividades planejadas que são comuns em pré-escolas: dança, arte, contação de histórias ou ida ao parquinho. Evan Briggs, professora na Universidade de Seattle, ficou tão impressionada com o modelo que ela decidiu fazer um filme sobre o centro de aprendizagem na esperança de que a idéia sirva de exemplo pelo mundo.

Briggs disse que os idosos que moram no asilo  passaram por uma "transformação completa na presença das crianças”. Para uma rede de televisão americana ela contou ainda que :” Momentos antes das crianças chegarem, muitas vezes, eles estão apáticos, às vezes dormindo. Era uma cena deprimente. Assim que as crianças entram para fazer arte, música ou ou qualquer que seja o projeto no dia, os idosos se animam”.

O documentário feito por Evan Briggs chama-se “Presente Perfeito” (ela abriu um fundo para custear o filme). As crianças têm a vida inteira pela frente e praticamente nenhuma experiência, os idosos têm histórias ricas e apenas alguns anos de vida. Eles se reúnem para compartilhar esse momento único na vida de alguém - o início e o fim.

A primeira cena é de um menino que tenta recitar seu nome para um senhor que não consegue ouvir. Ele pacientemente repete o nome varias vezes, enquanto o homem se esforça para compreender. O menino está presente e paciente: sem irritação ou incômodo. A autora do filme, Evan Briggs, explica que: "Entrando em qualquer lar de idosos, é difícil ignorar a sensação de isolamento dos moradores que ali vivem, e ainda mais difícil conciliar isso com o fato de que a velhice inevitavelmente virá para todos nós. Na nossa cultura obcecada pela juventude em ritmo acelerado, nós não queremos ser lembrados de nossa própria mortalidade. É mais fácil desviar o olhar”.

Quando a Alice, minha filha, tinha dois anos, ela fez parte de um programa de fisioterapia para crianças da mesma idade no Estado de Maryland. O grupo se encontrava toda semana acompanhado das fisioterapeutas e dos pais. Nós recebíamos regularmente a visita de quatro senhoras de um asilo que vinham assistir e até ajudar nas atividades. Era um momento muito feliz para elas, tenho certeza disso. E a interação com as crianças e as senhorinhas sempre me surpreendia. Elas iam embora com um sorriso no rosto que eu jamais esqueci. 

O trailer do filme do qual trata este texto tem pouco mais de 4 minutos mas eu digo que é imperdível: uma aula sobre valores, gentileza, amorosidade (tão em falta hoje em dia). E claro: um aprendizado vindo das crianças… sempre elas!   

(O texto original em inglês pode ser lido aqui: "This is What Happens When You Put A Preschool In A Nursing Home")



O tal "amor incondicional" pela minha filha demorou pra acontecer

O tal "amor incondicional" pela minha filha demorou pra acontecer

Pamonha e jabuticaba

Pamonha e jabuticaba