Opinião impopular: não gostei de amamentar e parei

Opinião impopular: não gostei de amamentar e parei

Sim, eu ainda tinha leite quando parei de amamentar, parei por escolha e não por necessidade. Por um tempo cheguei a ficar um pouco traumatizada com o assunto, de tanto escutar lições de moral por ter parado. Cansei de receber olhares atravessados cada vez que precisava falar sobre isso. Mas cheguei em um momento que cansei dessa eterna briga de “eu sou uma boa mãe porque amamentei” contra “você não é uma boa mãe pois não amamentou”. Minha filha toma fórmula e pronto. Gostou, gostou. Não gostou, problema é seu.

Não sei como está essa coisa de "fórmula X leite materno" no Brasil, mas aqui nos EUA a coisa é tensa. Virou meio que uma disputa. As mães chegam a olhar torto umas para as outras. Que o leite materno é mais saudável a gente sabe, mas também precisamos saber que cada caso é um caso. Antes de julgar é preciso tentar entender a situação de cada uma. Essa coisa de achar que mãe mesmo é aquela que amamenta custe o que custar é meio injusta.

Faz mais de quatro anos que moro nos Estados Unidos. Minha filha nasceu há 6 meses. Eu sempre achei que tinha nascido para ser mãe, que ser mãe era algo que já estava gravado no meu DNA e que estava prontíssima para o cargo. Eis que minha filha nasceu e me mostrou que eu não sabia da missa a metade.

Entre as surpresas da maternidade estava justamente a amamentação. O momento em que a maioria das mães fala ser lindo, que dizem ser o auge da ligação entre mãe e filho. Pois é. Em nenhum momento achei que amamentar fosse o auge de coisa alguma. Pelo contrário, achava tudo muito estranho. E me achava ainda mais estranha por achar isso. Será que eu amava menos a minha filha por não gostar de amamentar? 

No começo pensei que era uma questão de costume, de aprendizado para mim e para ela. Tentei ser positiva e dei tempo para ver se o processo de amamentar passaria a ser algo que eu curtisse. Mas no meu caso, mesmo depois de passar a fase de adaptação, ainda assim eu não gostava. Amamentava pois sabia que fazia bem para ela e porque eu tinha leite, mas não porque eu curtia. 

Minha filha estava com quase dois meses quando passei por um momento de estresse e meu leite começou a secar. Foi aí que complementei com mamadeira. Como eu havia tirado leite bem no início, eu ainda tinha um estoque pequeno para ela. Ela ainda tomava meu leite só que na mamadeira e, às vezes, complementava com fórmula. 

A pequena adorou a facilidade da mamadeira. E eu também gostei, mesmo não admitindo na época. Gostava de ver meu marido feliz da vida ajudando na hora do “mamá”. Adorei a ideia de ter um pouco mais de liberdade e não precisar estar sempre a postos quando chegasse a hora da mamada. Foram apenas alguns dias para ela rejeitar de vez o peito, mas eu segui tirando meu leite e dando na mamadeira. Até hoje acho que minha filha sentiu que eu curtia e ficava mais tranquila com a mamadeira e por isso ela curtiu também.

Quando ela estava com três meses as cólicas estavam deixando ela bem incomodada. Resolvi que não iria parar de comer tudo que eu gostava para testar e ver se ia adiantar. Foi nesse momento que decidi que era hora de parar de tirar leite e começar a dar só fórmula. Eu ainda tinha leite quando tomei a decisão. Poderia tirar por mais um tempo mas mesmo assim resolvi pendurar a chuteira e parar de amamentar. 

Resolvi que também posso ter vontades e que também posso pensar em mim. Não deixo de ser uma boa mãe por isso. Não deixo de amar minha filha por isso. Depois de quatro meses de leite materno, onde mais de dois meses foram de horas bombeando o peito para tirar leite e de tentar adivinhar se é isso ou aquilo que deu cólica nela, decidi que abortar a missão e usar fórmula não é motivo de vergonha. Aprendi que cada um sabe o que é melhor para si. E para mim, ter encerrado a função da amamentação foi realmente um alivio. 

 

Este texto foi enviado para a coluna "Mães Anônimas". Agradecemos nossa leitora por confiar seu depoimento ao nosso blog. Se você também tem uma história para contar, veja aqui como participar.

Mudança de hábito: Minhas filhas não tomam banho todo dia

Mudança de hábito: Minhas filhas não tomam banho todo dia

Māe blogueira decide mostrar para o mundo sua triste realidade

Māe blogueira decide mostrar para o mundo sua triste realidade