Vá se divertir (em família)!

Vá se divertir (em família)!

É claro que a Pixar não precisa da minha propaganda. Mas aqui vai: “Divertidamente” (em inglês: “Inside out”) é o melhor filme para ver em família dos últimos tempos. Simplesmente sensacional. Assisti com meu marido e meus dois filhos e foi daqueles filmes que teve até aplauso da galera no final. Pra resumir a sinopse, os sentimentos Alegria, Tristeza, Nojo, Medo e Raiva são personagens que vivem dentro da cabeça de uma menininha. As emoções vão acompanhando e controlando o que acontece na vida dela. Mas tem muito mais a ser descoberto na complexa e divertida estrutura que existe na mente humana.

O que eu queria com este post é colocar algumas questões que o filme me trouxe. Se você viu, eu gostaria de saber se você vai concordar comigo. Se não viu, depois cheque as minhas conclusões com as suas:

1- Como diz o poeta Vinicius de Moraes: “Alegria é a melhor coisa que existe, é assim como a luz no coração”. Sem ela, realmente a coisa pega. 

2- Mas a tristeza, mesmo não sendo um sentimento legal, tem o seu valor e o seu espaço. Ela só não precisa ser a dona do pedaço.

3- Por conta de uma cena do filme (que tenho certeza de que você vai se lembrar): maridos podem ser mesmo todos iguais, só mudam de endereço. Um super consolo que faz a gente rir. 

4- Parece óbvio mas precisamos nos lembrar sempre que nossos filhos precisam ter com a gente bons momentos para eles guardarem de maneira muito especial na memória deles. Isso precisa ser uma prioridade!

5- Criança que tem amigo imaginário é o máximo! Uma pena ele ter a hora de ir realmente embora da vida dela.

6- Uma graça pra quem tem filho na pré-adolescência (como eu) ver uma cena que traduz o que se passa na cabecinha dele. 

Depois que o filme acaba, ainda tem diversão garantida antes dos créditos: uma hilariante sequência do que se passa na cabeça de gente, cachorro e gato. O melhor de tudo é que, com certeza, vai existir um segundo filme. As emoçōes estarão a flor da pele, já que a menininha caminha agora para a adolescência (ui!). Mal posso esperar. E se você ainda não viu, junte a família (a graça é ir todos juntos) e vai!

Fabiana Santos é jornalista, mãe de Felipe, de 10 anos, e de Alice, de 4 anos. Eles moram em Washington-DC e estão de férias no Brasil, onde assistiram o filme. 


4 razões para você não amamentar em público

4 razões para você não amamentar em público

Você é mais feliz do que imagina

Você é mais feliz do que imagina