3 dicas para quem quer fazer nada em família

3 dicas para quem quer fazer nada em família

A vida boa acabou por aqui. Não viajamos entre Natal e Ano-Novo, ficamos em casa, sem viajar, sem grandes programas, só curtindo a companhia um dos outros. Me desconectei de celular, trabalho, até do blog e curti muito minha família na santa paz do senhor.  Brinquei muito com as crianças esses dias. 2015 foi tão corrido para mim, eu estava super querendo fazer uma pausa para não fazer nada, só estar com eles, sem grandes pretensões. Volto a escrever para vocês para dar 3 dicas para quando vocês também quiserem não fazer nada. Um filme, uma série e um jogo. 

1) Filme maravilhoso para não fazer nada com o marido: The Bélier Family 

É um filme francês (La Famille Bélier) para rir e chorar muito. O filme é sobre uma família (pai, mãe e dois filhos adolescentes) na qual todo mundo é surdo, menos a filha. A família é super feliz, a filha é uma fofa que ajuda os pais a se comunicarem com o mundo na maior boa vontade. Até que um dia ela se apaixona e entra num coral para ficar mais perto do seu amor, e sem querer descobre que canta super bem.  Bom, não vou contar o filme, claro. Só digo uma coisa eu chorei de rir, tem umas cenas hilárias e depois chorei de não me controlar de tão lindo que foram as cenas finais. Super recomendo. É um filme lindo para quem tem filhos. Se você não se aguentar de lágrimas quando ela estiver cantando a última música, não se envergonhe - pense em mim: eu chorei 5 mil litros. 

 

2) Série maravilhosa para não fazer nada com a família inteira: Gortimer Gibbons

É uma produção do Amazon. Não sei como dá para ver no Brasil, aqui na Alemanha a gente viu usando Amazon prime sem pagar nada. Todo mundo, de todas as idades vai amar essa série. Ela conta as aventuras do personagem principal, Gortimer, um garoto de uns 13 anos e seus dois melhores amigos, Mel e Ranger. Eles moram uma rua super normal (Normal Street) - onde acontecem coisas nada normais todo o tempo. A série é uma fofura, lembra muito das molecadas da infância e de como a nossa imaginação é capaz de ir longe quando a gente é criança. Meus filhos, o Gael de 4 anos e meio, e a Maria de quase 7 anos amaram. Foi legal porque foi um programa que todo mundo gostou, não era aquela coisa de ver um filme que as crianças gostam e a gente não vê a hora de terminar. Todo mundo curtiu junto. 

3) E por último um jogo para jogar em família: Schnappt Hubbi

Então... dei um procurada na internet e acho que o jogo ainda só tem em alemão. Mas fica aqui a dica para quem está na Alemanha. As crianças ganharam Hubbi de Natal e nós jogamos mil vezes Hubbi esses dias. O legal desse jogo é que que a gente não joga um contra o outro. O objetivo do jogo é pegar o Hubbi (um fantasma) antes do tempo acabar. E todo mundo tem que se ajudar para conseguir pegar, não dá para pegar sozinho. O jogo é meio carinho porque apesar de ser um jogo de tabuleiro, ele vem com uma "bússola falante" que vai dando as coordenadas. O jogo é indicado para crianças a partir de 5 anos. O Gael demorou um pouco mais para pegar, mas pegou e foi legal porque deu para todo mundo jogar junto. 

 

Bom, aí estão minhas dicas para quando vocês estiverem, assim com eu estava, precisando curtir um fazer nada em família. 

Camila Furtado mora na Alemanha, e é autora do livro Tudo Sobre Minha Mãe - Um papo honesto e bem humorado sobre os primeiros anos de maternidade. O livro é um sonho realizado, que deu um trabalhão e um dos motivos pelos quais ela estava precisando muito não fazer nada nessas férias. 

Estamos pensando sobre o TDAH de maneira errada, diz top pediatra americano

Estamos pensando sobre o TDAH de maneira errada, diz top pediatra americano

Natal de expatriado: sem família e com novas tradições

Natal de expatriado: sem família e com novas tradições