Segue o seu destino, rega as tuas plantas, ama as tuas rosas

Segue o seu destino, rega as tuas plantas, ama as tuas rosas

 Ilustração: Carolina Furtado

Ilustração: Carolina Furtado

Atualmente o meu maior xodó é a plantinha hera trepadeira que fica em cima da estante da sala. Ela é minha segunda trepadeira. Eu nunca tive muito jeito com planta, mas minha irmã sim. Carol, a deusa das plantas e dos animais, veio me visitar na Alemanha e comprou umas plantinhas para mim. Disse que minha casa estava precisando de verde, e era verdade. Entre as plantas estava minha primeira trepadeira.

Antes de voltar pro Brasil, Carol me explicou os cuidados básicos com cada plantinha, disse que era para eu não deixar elas morrerem, e me alertou que a hera era sensível. Prometi que ia cuidar das plantinhas, e cuidei. Afinal cuidar das plantas era como manter a presença da minha irmã na minha casa.  A trepadeira ficava em cima do armário da cozinha, dando um charme e a Carol sempre queria vê-la pelo Facetime.

Mas aí aconteceu que quebraram meu coração, coisas da vida. E eu fiquei tão triste que não conseguia mais dar água nem para mim mesma, que dirá para as plantinhas. Um dia meu olhar apagado encontrou a trepadeira em cima do armário e me dei conta que ela tinha secado. Quase chorei. Tentei ressuscitá-la colocando água, dia após dia, meio em um intento desesperado de fazer a planta - e eu mesma -  reviver. Mas não teve jeito, ela estava mesmo morta.

Voltei na mesma loja que a Carol comprou a hera e comprei outra. Era tão pequena, e tão magrinha. Parecia uma cópia sem graça da primeira trepadeira. Achei que não ia conseguir amá-la. Mas cuidei dela mesmo assim. Quanto mais eu cuidava, mais carinho eu sentia por ela e mais ela crescia. Foi ficando exuberante. Minha intuição me disse que ela ia ser mais feliz na sala, então mudei-a da cozinha para a estante de livros. A estante é alta, preciso subir em um banquinho para regá-la, dá trabalho, mas subo. Ajeito suas folhas para o caimento ficar mais bonito, mostro para os meus filhos como ela está crescendo, tiro as folhas amarelas com cuidado para não machucá-la.  Há 8 meses ela era tão mirradinha, e agora ela está lá toda grandiosa se esparramando pela prateleira dos livros de meditação. Tenho orgulho dela - e de mim. A gente cresceu.

WhatsApp Image 2018-09-20 at 08.33.27.jpeg


Camila Furtado mora em Colônia na Alemanha. Atualmente, além da trepadeira, ela é responsável por 2 crianças, 3 orquídeas e pelo seu próprio coração. Tá puxado, mas ela faz mesmo assim :-)

Por que a comida nas escolas públicas americanas é tão ruim?

Por que a comida nas escolas públicas americanas é tão ruim?

Todos na escola: STF proíbe homeschooling no Brasil

Todos na escola: STF proíbe homeschooling no Brasil