Você está preparada para usar pano higiênico ao invés de papel higiênico?

Você está preparada para usar pano higiênico ao invés de papel higiênico?

Screen Shot 2019-03-25 at 12.27.43 PM.png

A volta das fraldas de pano não é mais uma novidade para quem se preocupa com as questões ecológicas do planeta. Mas a novidade mais recente é usar o pano higiênico, que pode ser reutilizável tantas vezes quanto quiser, desde que, claro, seja lavado. 


Aqui nos Estados Unidos, as mães que resolveram adotar o “pano higiênico” garantem que a gente pode viver sem papel higiênico tranquilamente. As defensoras para a gente cuidar mais do planeta falam em números para sensibilizar as pessoas: cada árvore só pode produzir cerca de 1.000 rolos de papel higiênico. Os americanos, por exemplo, usam 7 bilhões de rolos por ano, o que significa eliminação de 7 milhões de árvores por ano.


É claro que dá um certo trabalho: recolher os panos sujos e colocar na máquina de lavar. Mas para quem defende o uso, tudo é uma questão de se acostumar com uma rotina em relação a isso. Além de deixar perto dos paninhos um borrifador de água para que o pano seja molhado antes de ser usado. Se a pessoa já usa fralda de pano, as especialistas dizem que tudo fica ainda mais fácil, basta colocar tudo junto na hora de lavar. 


Mas eu ainda questiono a praticidade: a lata de panos sujos não vai deixar o banheiro fedendo? Não fica difícil para uma criança manejar esses panos depois de sujos? Vale lavar os panos todos os dias? Mas e o gasto com a máquina de lavar, também não é algo um tanto quanto anti-ecológico?


Deixo em aberto. Cada um com a sua própria opinião. Mas no meu caso específico, estou buscando outras formas de ajudar o planeta. O papel higiênico ainda continua item necessário aqui em casa. E para não me sentir tão culpada, resolvi aderir ao papel higiênico feito com papel reciclado! Aqui nos Estados Unidos, por exemplo, tem algumas empresas bacanas que fazem essa entrega em casa. 


Fabiana Santos é jornalista, casada e mãe de Felipe, de 14 anos, e de Alice, de 7. Ela também trabalha como consultora para mães fora do Brasil. Um atendimento feito online para quem se mudou ou está de mudança para os Estados Unidos.

Um aviso aos pais e mães desesperados pela vitória dos filhos no esporte

Um aviso aos pais e mães desesperados pela vitória dos filhos no esporte

Por que eu decidi oferecer um serviço de consultoria para mães fora do Brasil

Por que eu decidi oferecer um serviço de consultoria para mães fora do Brasil