15 rituais em família que ensinam responsabilidade, compaixão e positividade

15 rituais em família que ensinam responsabilidade, compaixão e positividade

team-spirit-2447163_1920.jpg

Os rituais permitem que as famílias desacelerem e se conectem. Além de terem benefícios poderosos.  Aqui estão 15 exemplos de rituais que ensinam responsabilidade, bondade, compaixão, aumentam a positividade e constroem uma forte conexão familiar. Uau! Isso é melhor do que qualquer remédio já fabricado porque a base desses rituais é 100% amor!

Rituais que ensinam responsabilidade:

1. Tarefas Atribuídas: Por exemplo, atribua a cada membro da família uma tarefa específica  - um limpa a mesa, outro cuida dos guardanapos, um distribui talheres e um quarto coloca os pratos. Vocês podem fazer isso seja no café da manhã, almoço ou jantar, talvez ao som de uma trilha sonora bacana, tipo, “a música” enquanto trabalhamos juntos, no seu Spotify.

A palavra "tarefa" tem uma conotação negativa, mas você pode fazer delas um ritual familiar positivo que ensine a responsabilidade. Em muitos casos, as crianças não se importam em ajudar - isso faz com que elas se sintam especiais e capazes! E as tarefas familiares podem ensinar ao seu filho que sua família é uma equipe que faz melhor quando cada membro contribui.


2. Tarefas rotativas: Ter um gráfico de tarefas familiares num quadro que muda a cada domingo, por exemplo. Ou você pode escrever uma variedade de tarefas em palitos de picolé e pedir a cada membro da família que escolha um palito ou dois para determinar suas tarefas durante a semana seguinte.


3. Tarefa agendada em grupo: Designe uma hora específica toda semana (geralmente sábado ou domingo), quando toda a família se reúne para limpar a casa. Enquanto isso vocês podem ouvir música, conversar, rir, dançar - mas as tarefas precisam ser feitas juntos!


4. Projetos colaborativos: Encontrar projetos nos quais toda a família pode colaborar também é muito divertido e ensina aos filhos sobre responsabilidades desde cedo. Quem sabe pintar o berço do novo bebê que está a caminho, fazer juntos uma receita para levar pra alguém de presente, fazer uma hora ou plantar flores no jardim,… 

Rituais que ensinam compaixão:

5. Meditar o bem com amor: Envolve pensar nas pessoas queridas e enviar-lhes pensamentos positivos. As quatro frases tradicionais são: “Que você se sinta seguro. Que você se sinta feliz. Que você se sinta saudável. Que você viva bem.” Pesquisas mostram que a meditação da bondade amorosa resulta em melhor propósito na vida e comportamentos sociais positivos, como a generosidade.

6. Voluntariado Familiar:  Encontre um lugar que você gostaria de ser voluntário com a suafamília, como um lar de idosos, um abrigo para animais ou uma sopa distribuída à comunidades carentes. Quando você se voluntaria em família, você dá um ótimo exemplo para seus filhos e os ensina a demonstrar compaixão e bondade. Seus filhos podem ser envolvidos também em projetos como recolher alimentos, itens de vestuário, material escolar ou brinquedos para doação.

Rituais que aumentam a positividade:
7. Hora do afago em família: É um ritual para depois que a família já está em casa, à noite, que ajuda a desacelerar e a passar um tempo genuíno de qualidade juntos todos os dias.Esse é o "tempo de aconchego da família" ou "aconchegar-se na hora de ir para a cama". São apenas cinco minutos abraçados, conversando e rindo juntos. Como resultado, as noites são mais felizes e menos estressantes. Os membros da família riem mais, se ajudam mais e discutem menos.

8. Refletindo sobre o dia: Outro elemento do tempo do afago familiar é uma conversa sobre como foi o dia de cada membro da família. No entanto, isso pode ser incorporado em praticamente qualquer ritual, incluindo rituais de jantar e hora de dormir.


Importante (!!!): Às vezes, conversar com seus filhos sobre o dia deles não é fácil. Eles podem hesitar em compartilhar ou desconsiderar suas perguntas. Use as dicas a seguir para aproveitar ao máximo este ritual:

-Certifique-se de que você não está usando perguntas de resposta "sim" ou "não". Em vez disso, faça perguntas que comecem com "como" ou "por que".

-Faça perguntas de maneira divertida. Não deixe que essa conversa se pareça com um relatório cansativo da firma, nem de um jeito que seu filho se sinta cobrado. 

-Ouça seus filhos em vez de orientá-los para dar uma resposta específica. Se seu filho responder com "Não sei", explique que não existe resposta certa ou errada para sua pergunta.


9. Uma palavra ou uma história compartilhada: O ritual de compartilhamento em família também pode ser mais objetivo, como fazer com que todos digam uma coisa pela qual são gratos ou contem o que os deixou felizes ou o que foi estressante no dia. Algo como: cite um ponto alto e um ponto baixo que lhe aconteceu hoje. A comunicação aberta, o riso e a compreensão promovem uma onda de positividade que aproxima a família.


Rituais que constroem uma forte conexão familiar:

10. Massagem: Se o seu filho responder bem ao toque, termine todas as noites com uma massagem calmante antes de dormir. Óleos naturais, com um cheirinho agradável, ajudam nessa conexão.


11. Músicas: Escolha algumas músicas favoritas para usar como “música de boa noite” ou peça para seu filho escolher uma música a cada noite.


12. Histórias: Tal como acontece com as músicas, você pode ter alguns livros favoritos que você usa a cada noite, ou você pode permitir que seu filho escolha um. E para estimular as habilidades criativas, peça a seus filhos que escolham três objetos ou personagens, depois você inventa com eles uma história com base nas três palavras escolhidas.


13. Lista de Amor: Quando você disser à sua criança boa noite, você pode dizer: “Mamãe te ama. Papai te ama. Vovó ama você.. ”, listando pessoas que amam seu filho.


14. Apertos de mão especiais: Tenha um aperto de mão personalizado com cada um de seus filhos, fazendo com que eles se sintam únicos e especiais. Esse aperto de mão pode ser repetido toda vez que você buscá-los no colégio ou você voltar do trabalho e ainda até na hora de dormir.


15. “Boa noite, nariz”: O ritual de dormir pode ser algo bobo, mas incrivelmente carinhoso, como dizer: "Boa noite, nariz!", enquanto segura o nariz do seu filho, ou então, "Boa noite, dedos!", enquanto gentilmente faz cócegas nos dedos. Além disso, todo pai e mãe têm (ou pode ter) um jeito bem particular de chamar os filhos: um apelido, um nome engraçado entre vocês, uma “piada interna” que nenhuma outra família é capaz de entender. Porque isso pertence a vocês. Essa memória afetiva é exclusiva de vocês e pra sempre. Então, a gente deixa aqui pra vocês completarem: “Boa noite, ___________!”

Este texto é uma tradução livre deste artigo em inglês aqui.

Pais narcisistas são incapazes de amar seus filhos

Pais narcisistas são incapazes de amar seus filhos

Eu sabia que ele era o seu filho

Eu sabia que ele era o seu filho